México registra mais um atentado à liberdade de expressão das mulheres

Ana Veloso – Jornalista, professora de jornalismo da UNICAP, colaboradora do Centro das Mulheres do Cabo, doutoranda em Comunicação pela UFPE e empreendedora social Ashoka

Recebi, no dia 24 de maio, um comunicado da jornalista e diretora geral do CIMAC – Comunicación e Información de la Mujer A.C,Lucía Lagunes Huerta, denunciando mais um atentado contra a sede da organização, situada na Cidade do México. A entidade, que funciona no há mais de 23 anos, vem sendo alvo de ataques violentos contra seu patrimônio, sem que as autoridades do país tenham dado uma resposta aos crimes.

A última investida ocorreu por volta do dia 20 de maio, quando, além do roubo de todos os equipamentos, também foram destruídos e extraviados arquivos e documentos do acervo da organização. É importante registrar que o CIMAC foi, por muitos anos, responsável pela divulgação mundial do feminicídio na cidade de Juárez e em todo o país. Além disso, a organização esteve vigilante contra as constantes agressões praticadas pelos militares contra as mulheres, além de apoiar a produção de uma cobertura de imprensa não sexista.

O CIMAC contribui com a mudança social, com a democratização dos meios de comunicação e tenta influenciar as agendas nacionais e globais em favor dos direitos humanos e pela equidade social. Para tanto, articula uma rede de mais de dois mil profissionais de comunicação (homens e mulheres) em 29 dos 32 estados na nação e luta por melhores condições de trabalho para todos os/as integrantes da mídia mexicana. Dentre suas ações também destacamos a denúncia pública de atentados à liberdade de expressão e a liberdade de imprensa no México.

Tive a oportunidade de conhecer as jornalistas que estão coordenando a instituição e visitar sua sede, antes dos assaltos, em 2008. Presenciei o cotidiano de um trabalho que nasceu da organização de mulheres que atuavam na mídia comercial e sentiram a necessidade de investir na produção de um jornalismo com respeito à população feminina. Vale registrar que o CIMAC foi, por maios de 15 anos, a única agência de notícias feminista em toda a América Latina (atualmente, contamos com o importante trabalho, aqui no Brasil, da Agência Patrícia Galvão, em São Paulo) e que tem seu trabalho reconhecido pela UNESCO e ONU Mulheres.

Mais recentemente, em 2009, quando o movimento feminista brasileiro estava preparando suas militantes para a I Conferência Nacional de Comunicação (CONFECON), tive mais uma oportunidade de discutir o trabalho do CIMAC com a jornalista, Érica Cervantes. Ela participou do seminário sobre “O Controle Social da Imagem da Mulher na Mídia”, realizado pela Rede Mulher e Mídia, em março daquele ano, em São Paulo. Na oportunidade, dialogamos, inclusive, acerca de possibilidades de cooperação para o fortalecimento da produção de notícias com equidade de gênero nas redações na América Latina.

Quando uma organização como o CIMAC enfrenta essa situação, sem que a justiça e o Estado tomem uma posição consistente para que os crimes não caiam na impunidade, compreendemos como extremamente vulnerável a existência dos/as defensores/as dos direitos humanos das mulheres no mundo. Precisamos ser solidários/as com o momento que o grupo está enfrentando e não deixar que o descaso das autoridades permaneça no anonimato. Temos a certeza de que os crimes praticados não irão calar as vozes de todas as mulheres que fizeram e fazem da entidade uma referência na defesa da liberdade de expressão e dos direitos humanos em todo o mundo.

Anúncios

2 respostas em “México registra mais um atentado à liberdade de expressão das mulheres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s