Mamaço no Recife

Fonte: Instituto Nômades

No próximo domingo (05/06), mães e organizações sociais realizam um Mamaço no Recife. O objetivo da iniciativa é discutir a valorização do aleitamento e a inclusão de espaços destinados à prática em locais públicos. O ato acontecerá na Livraria Cultura, no bairro do Recife, das 12h às 15h, e contará, além da roda de amamentação coletiva, com atividades gratuitas como debates envolvendo temas relacionados à amamentação, compartilhamento de experiências e dificuldades individuais, assim como oficina de Shantala (massagem em bebês) e Baby Yoga.

 

O evento pró-amamentação será realizado concomitantemente em várias cidades brasileiras (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro), com o intuito de estimular a amamentação, orientar sobre as recomendações da Organização Mundial de Saúde a respeito do assunto, e combater o preconceito contra as mães que amamentam em público. No Recife, o Instituto Nômades e o Ishtar, juntamente com a mãe-ativista Patrícia Arouca, são os responsáveis pela organização do ato, o qual é aberto à participação da população que se interessar.

 

MAMAÇO – A expressão “mamaço” surgiu após a antropóloga Marina Barão ter sido impedida de amamentar em público, há cerca de dois meses, pela monitoria da exposição do artista plástico Leonílson, no Instituto Itaú Cultural da Avenida Paulista, com a argumentação de ser proibido se alimentar naquela sala. A mãe portava seu bebê de dois meses num sling, e, quando ele sentiu fome, naturalmente o colocou para mamar. Após o incidente, Marina organizou o movimento que chamou de “Mamaço Cultural”, onde reuniu pouco mais de 50 mães num evento apoiado pela instituição, que se retratou publicamente.

 

Paralelamente, nos dias que antecediam o evento, que aconteceu no início deste mês de maio, a jornalista Kalu Brum, publicou em seu perfil na rede social Facebook uma foto sua amamentando seu filho. No dia seguinte, o Facebook enviou-lhe um comunicado, dizendo que sua foto seria retirada por conter conteúdo impróprio. A jornalista então criou uma comunidade na rede convidando todas as mães a trocarem as imagens de seus perfis por uma foto de amamentação, e, aludindo ao evento em São Paulo, chamou a comunidade de “Mamaço Virtual – Porque Amamentar é Beleza Pura!”, além de ter acontecido uma blogagem coletiva em muitos blogs escritos por mães. Após estes fatos uma rede de mães e organizações se formou, em todo o país, em defesa da amamentação.

 

ALEITAMENTO – A Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde recomendam o aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses de idade. A amamentação exclusiva reduz a mortalidade infantil por enfermidades comuns da infância, como diarréia e pneumonia, e ajuda na recuperação de enfermidades. Crianças alimentadas com leite materno normalmente dobram de peso do nascimento até os seis meses. O leite materno, além disso, é barato e não corre o risco de ser contaminado com bactérias, como pode acontecer com as mamadeiras e leite em pó.

 

PROGRAMAÇÃO

 

12h- Recepção dos participantes
12h30 – Início da Roda de Discussão
12h30 às 14h00 – Mitos relacionados à amamentação / Dificuldades e experiências individuais, relactação, tira-dúvidas
14h – Oficina gratuita de Slings

14h30 – Oficina gratuita de Shantala e Baby Yoga
15h – Sorteio dos brindes fornecidos pelas empresas que apoiam o mamaço

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s